O co-fundador do WhatsApp é agora o CEO do app Signal

Em um post de blog, o CEO do aplicativo Signal anunciou que está se retirando de sua posição e o co-fundador dao WhatsApp Brian Ancton é agora o CEO interino do aplicativo de mensagens criptografadas.

Embora Ancton esteja assumindo o cargo por enquanto, não está claro se o co-fundador do WhatsApp permanecerá nessa posição.

    “Tenho conversado com candidatos nos últimos meses, mas quero abrir a busca com este anúncio a fim de ajudar a encontrar a melhor pessoa para a próxima década do Signal. Continuarei no quadro da Signal, comprometido em ajudar a manifestar a missão do Signal a partir dessa função, e estarei fazendo a transição como CEO durante o próximo mês a fim de me concentrar na busca de candidatos.

    Brian Acton, que também está no conselho da Signal Foundation, voluntariou-se para servir como CEO interino durante o período de busca. Tenho toda a confiança em seu compromisso com a missão e na capacidade de facilitar a equipe para este período.”

O engraçado aqui é que após cada problema relacionado ao WhatsApp, os usuários se migram para os aplicativos concorrentes, tais como Telegram e Signal. Em janeiro passado, por exemplo, vários líderes tecnológicos iniciaram uma campanha para que os usuários abandonassem o WhatsApp a favor do Signal.

Controvérsias do WhatsApp e Possível Uso de Anúncios no WhatsApp

O aplicativo é muito popular entre aqueles que não querem ser rastreados por acaso, e pessoas que precisam de sigilo para se comunicar. Embora Brian Ancton não deva fazer grandes movimentos enquanto for o CEO interino da Signal, é importante notar que ele deixou o WhatsApp depois que o CEO do Facebook Mark Zuckerberg quis usar anúncios no aplicativo.

Em uma entrevista com a Forbes, Ancton disse em 2018 que os executivos do Facebook queriam começar a direcionar os anúncios para os usuários e vender ferramentas de análise de negócios e então ele decidiu deixar a empresa.

Dito isto, é importante notar que depois de sair do Facebook, Ancton começou a defender mais contra a empresa, pois ele pediu aos usuários que apagassem o aplicativo principal do Facebook em 2019.

Embora o WhatsApp não utilize anúncios em seu aplicativo e afirme que todas as conversas são criptografadas de ponta a ponta, a empresa ainda quer usar a ferramenta de análise para negócios, já que muitas empresas em todo o mundo utilizam o WhatsApp como uma forma principal de vender seus produtos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *