Principais exercícios e benefícios do Pilates na gravidez

Fisioterapeuta lista os benefícios e os principais exercícios mais indicados para as gestantes

O Pilates é uma modalidade que cresceu muito nos últimos anos, que consiste na combinação da força, consciência corporal, flexibilidade, relaxamento e respiração. Pode ser praticado por qualquer pessoa, para correção de postura e até mesmo fortalecimento da musculatura em geral, por isso, é um grande aliado para as gestantes. “É importante lembrar que não existem exercícios proibidos para as gestantes, apenas alguns que não são tão recomendados pela posição e que podem causar desconforto para a praticante.” explica a Fisioterapeuta e especialista em Pilates Gabriela Fendi, criadora do Espaço Vida Ativa.

A especialista ainda acrescenta que uma das principais razões que comprovam a modalidade ser benéfica para as gestantes, é por ser uma atividade física de baixo impacto e que auxilia no fortalecimento dos músculos centrais do corpo. “Quando as costas, os abdômen e o assoalho pélvico estão fortalecidas, eles poderão suportar com mais conforto e resistência a gestação, o pré e o pós-parto.” explica Gabriela.

Pensando nisso, a especialista listou alguns exercícios que podem ajudar as mulheres neste período.

– Elevação da perna

O movimento consiste em deitar-se de lado, dobrar a perna de apoio e elevar a outra em direção ao teto, deixando esta esticada. Repita a sequência de 7 a 14 vezes com cada perna enquanto contrai os músculos pélvicos, fazendo também movimentos lentos e bem controlados, sem deixar que o quadril tombe para trás em nenhum momento. “Este exercício ajuda a fortaleceras musculaturas do quadril e lateralda coxa, proporcionando estabilidade à pelve, evitando assim dores e sobrecargas na região.”diz a Fisioterapeuta.

– Gato arrepiado

Na posição de quatro apoios, leve o queixo em direção ao peito enquanto traz o quadril para frente (“guardando o bumbum”) e curva as costas em direção ao teto, literalmente como um gato arrepiado. Fazer 7 a 10 repetições, enquanto contrai os músculos pélvicos e abdominais, trazendo o umbigo para dentro e “abraçando” seu bebê. “Este movimento tem a função de mobilizar a coluna e aliviar as dores.” explica a especialista.

– Alongamento de pernas

Sente sobre um tapete ou colchonete (não pode ser em colchão ou na cama) e estique ambas as pernas, uma para cada lateral do corpo, formando um “V”. Uma das mãos, tenta alcançar o tornozelo ou o pé e a outra mão deve ficar esticada, por cima da cabeça em direção ao pé esticado. Ficar na posição até soltar todo o ar dos pulmões e depois repetir o mesmo alongamento para o lado oposto. “Toda concentração e precisão nos movimentos, são essenciais neste período de gestação. A mamãe deve sempre se lembrar de contrair os músculos do assoalho pélvico enquanto realiza os exercícios, pois isto colabora para o fortalecimento da região, combatendo e prevenindo a incontinência urinária” acrescenta Gabriela

Mas vale lembrar que os exercícios devem sempre ser indicado por um profissional especializado e dependendo dos casos, deve ser acompanhando presencialmente por um Fisioterapeuta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *