Para agilizar entregas na pandemia, empresa de saúde inaugura novos CDs e duplica investimento   

A Atrial Saúde, uma das maiores distribuidoras de insumos médico-hospitalares do Brasil, investiu mais de R$ 3 milhões e gerou 80 novos empregos com as inaugurações

 

O crescente número de casos de Covid-19 no Brasil tem despertado a insegurança de todos, principalmente de órgãos e profissionais da saúde, que estão apreensivos quanto aos desdobramentos da escassez de leitos em UTIs e equipamentos de proteção. Muitos negócios, em sua maioria pequenas e médias empresas, suspenderam as atividades por conta da crise econômica que vem se agravando. Grandes marcas também retrocederam ou adiaram seus planos pelo momento de incertezas.

Na contramão

A Atrial Saúde, distribuidora de insumos médico-hospitalares e prestadora de serviços logísticos na área da saúde, manteve os planos de expandir suas operações mesmo com a instabilidade do mercado. “Investimos mais de R$ 3 milhões na inauguração de dois novos centros de distribuição, gerando mais de 80 novos empregos”, declara Andrés Cima, CEO da empresa, que distribui mais de 5 mil produtos médico-hospitalares.

O executivo justifica a aceleração dos investimentos em meio à pandemia: “A preocupação da companhia em manter os clientes abastecidos de insumos médicos e melhorar o atendimento da capital paulista foram os estímulos necessários para que continuássemos investindo no setor”.

A abertura do novo centro de distribuição (CD) duplica a capacidade da empresa para atender o estado São Paulo. “Antes desta inauguração, os insumos e equipamentos vinham do CD de Ribeirão Preto para a Grande São Paulo. Além disso, inauguramos um CD em Contagem (MG) para atender a demanda do estado mineiro”, explica Luís Silva, diretor de Operações da Atrial Saúde. Ainda de acordo com ele, a maior dificuldade era atender os hospitais e clínicas da capital paulista estando no interior. “O CD de Ribeirão Preto já estava trabalhando no limite da capacidade. Ao invés de mudar para um lugar maior na mesma cidade, decidimos abrir um segundo espaço mais focado no mercado da capital”, justifica.

Estrutura

Luís conta que, em termos de estrutura, o novo CD em Alphaville é semelhante ao de Ribeirão Preto. “Eles possuem o mesmo tamanho e capacidade. A estratégia dessa operação é que o de Ribeirão atenda o interior e o de Alphaville a Grande São Paulo, incluindo litoral, baixada santista, região metropolitana e região de São José dos Campos. O de Contagem abastecerá o estado de Minas Gerais. Conseguiremos otimizar o prazo de entrega aos nossos clientes”. A Atrial não só acelerou os planos para a abertura dos CD em meio à pandemia do novo coronavírus como investiu nas melhores e mais modernas ferramentas de WMS (sistema de gerenciamento de armazém), que são referência no mercado mundial em termos de gestão de warehouse. A instalação de uma “Torre de Controle” também faz parte da nova estrutura: “É uma sala de monitoramento das entregas em andamento. Nesse ambiente o time acompanha a posição e deslocamento dos veículos, monitora em tempo real as entregas que estão sendo realizadas e atua proativamente nas ocorrências do dia-a-dia”.

Crise econômica

Uma pesquisa realizada pela empresa com profissionais da saúde aponta que o tempo estimado para os hospitais voltarem ao cenário “normal” é de 3 a 6 meses para 41% dos entrevistados. Com os novos centros de distribuição, a Atrial está duplicando a capacidade de armazenagem e de atendimento de pedidos, o que vem a ocorrer justamente em um momento de maior demanda.

Produtos

Sobre os insumos e equipamentos mais solicitados para esse período de pandemia, Luís conta que se trata de produtos volumosos como álcool em gel, máscara, luvas e avental. “Se não tivéssemos inaugurado esses novos CDs ficaríamos limitados na atuação durante a crise. Ter uma maior capacidade de armazenagem e distribuição nos permitirá atuar com mais eficiência e agilidade neste momento”, afirma. Ainda de acordo com o estudo realizado pela Atrial, 60% dos hospitais temem a falta de EPIs em geral.

Os novos espaços, além de ter a função de operar com a distribuição dos produtos médico-hospitalares, funcionará como viabilizador de serviços tanto para a indústria quanto para hospitais. Alguns deles, inclusive, já estão terceirizando suas farmácias e depósitos para ampliar as dependências do estabelecimento de saúde. “Essa é uma tendência de mercado para esse momento crítico e a Atrial, consciente deste cenário, já planejou o CD de Alphaville e de Contagem para serem prestadores de serviço para os hospitais”, conclui.

Sobre a Atrial Saúde

A Atrial Saúde distribui mais de 5 mil itens médico-hospitalares para 8 mil clientes em todo o Brasil. Nascida da união de empresas referência no segmento há mais de 40 anos, a Atrial possui 500 funcionários e seus centros de distribuição totalizam 30 mil m2. Com mais de 300 marcas em seu portfólio, a Atrial distribui produtos de marcas conceituadas como Johnson&Johnson, 3M, BD, Boston Scientific, Danone, entre outras, além da distribuição exclusiva no Brasil do OneTouch, leitor de glicemia da Lifescan e o Monovisc, para tratamento de osteoartrite, da Anika Therapeutics.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *