Câncer de Laringe: como ocorre e como se trata

Sempre que uma pessoa famosa apresenta uma doença, inevitavelmente surgem perguntas e dúvidas sobre o tema em questão.

O músico Branco Melo, 56 anos, vocalista e baixista dos Titãs, informou que está se afastando temporariamente dos shows para tratar um tumor de laringe, diagnosticado precocemente.

Uma das especialidades preparadas para o tratamento desse problema é a cirurgia de cabeça e pescoço.

Segundo o Dr. Flavio Hojaij, especialista em cabeça e pescoço – Livre Docente da Faculdade de Medicina da USP – o principal sinal de alerta para o câncer de laringe é a rouquidão (a chamada disfonia), que esteja durando por duas ou três semanas. Principalmente em casos de pessoas fumantes.

“Disfonias com mais de 20 dias merecem uma avaliação, seja de um médico generalista, de um otorrinolaringologista ou de um cirurgião de cabeça e pescoço para que se possa fazer a diferenciação de doenças benignas e, eventualmente, de doenças malignas das pregas vocais”, adverte o médico.

O Dr. Hojaij – também Secretário da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço – explica ainda que o carcinoma de laringe, diagnosticado de forma precoce, pode receber um tratamento cirúrgico localizado, com mínima perda tecidual, mantendo-se a voz, ou mesmo outros tipos de tratamentos, como radioterapia. Já os casos mais avançados causam sempre angústias, por perdas das pregas (cordas) vocais. E nesse caso existem maiores consequências negativas para a saúde e qualidade de vida do paciente, já que a voz será muito comprometida ou mesmo perdida.

Câncer de Laringe: números no Brasil, segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer)

Um dos mais comuns na especialidade, o câncer de laringe ocorre com maior predominância em homens e representa cerca de 25% dos tumores malignos que ocorrem na área da cabeça e pescoço e 2% de todas as doenças malignas.

O câncer de laringe se forma nas pregas (cordas) vocais, na glote. Além da rouquidão, são sintomas comuns:

  • Ferida na garganta que não cicatriza;
  • Tosse persistente;
  • Dor e dificuldade para engolir;
  • Dor de ouvido;
  • Dificuldade para respirar;
  • Perda de peso;
  • Nódulo ou massa no pescoço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *