Contos Peregrinos, novo espetáculo da Cia da Tribo, traz histórias inspiradas em contos da Bolívia, Japão e Angola

A peça, que estreia em temporada virtual no próximo dia 13, entrelaça narrativas dos três países e apresenta para as crianças as similaridades e as diferenças de culturas com suas músicas, seus trajes, suas vivências e seus sonhos

 

https://lh6.googleusercontent.com/PsCMcffRsVsONTptfzE2l80CQYIHC0i-vUyakjVHJ5ueI4mkeAe_PmjSnIedmtckigeZdw8rmCXSI0m64xMB1O4XE4uLox5hTD0qc1pEl5_AO5SPgkqbJGtfP40G0Q

Contos Peregrinoso novo espetáculo infantil da Cia da Tribo, foi inspirado em contos originais de três países: “Guajojó, o Pássaro”, da Bolívia; “O Menino e a Baleia”, do Japão; e “Niamana, uma menina angolana”, de Angola. A nova peça estreia dia 13 de novembro e segue até dia 19 de dezembro, aos sábados e domingos, com exibição online, pelo Facebook e Youtube dos Teatros Municipais Arthur Azevedo, Paulo Eiró, Alfredo Mesquita, Cacilda Becker e quatro Casas de Cultura.

Contemplado pelo edital ProAC LAB 52/2020 (Prêmio por Histórico de Realização – Espetáculo Infanto-Juvenil), a premiada companhia, criada e dirigida por Milene Perez e Wanderley Piras, sempre contou histórias populares brasileiras. Agora, ao comemorar seus 25 anos de trajetória, o grupo escolheu um novo desafio: contar histórias do mundo.

Em Contos Peregrinos, o grupo coloca em cena tramas cheias de humor, lirismo e poesia, em que os personagens perambulam pelo palco, entrelaçam suas narrativas migrantes e trazem a possibilidade de conhecer histórias de povos que pareciam distantes. “As narrativas são universais e podem ser vivenciadas e compreendidas por crianças de todo o mundo”, colocam os criadores.

“As similaridades e diferenças – entre pessoas, imaginários, modos de vida – surgem no espetáculo em forma de poesia, mas também como uma urgência: a diversidade cultural e social se faz presente nas grandes cidades e é fundamental que crianças e adultos falem e pensem sobre respeito, preconceitos e solidariedade”, afirmam os dois diretores.

O grupo trabalha há décadas com artistas especialmente convidados para cada uma de suas produções. Contos Peregrinos integra diferentes formas de expressão e possui uma interface híbrida, reunindo teatro de bonecos, música ao vivo e projeções de imagens. O cenário é formado por pequenas caixas que se abrem para contar grandes histórias. Os bonecos bidimensionais, produzidos em varas invertidas, são manipulados de cima para baixo, em uma perspectiva inovadora para o público.

Os Contos:

“Guajojó, o Pássaro”, Bolívia – conto popular boliviano que fala do amor proibido entre a filha de um cacique com um grande guerreiro de seu povo. Quando o romance é descoberto, grandes reviravoltas acontecem!

“O Menino e a Baleia”Japão – conto tradicional japonês que apresenta a história do pequeno Yukio, um menino que não entende por que seu pai caça baleias. Um dia ele tenta salvar sozinho uma baleia encalhada. Sua atitude vai movimentar a todos na aldeia de pescadores.

“Niamana, uma menina angolana”Angola – a lenda conta a História de Niamana, uma menina da tribo de Tchokwe, que vive às margens do rio Zambeze. Ela ajuda o feiticeiro Tahi a encontrar o “cestinho de adivinhação” o qual utilizava para curar os enfermos e prever o futuro dos aldeões.

Sinopse


Contos Peregrinos apresenta três histórias baseadas em contos populares de três diferentes países: “Guajojó, o Pássaro”, da Bolívia; “O Menino e a Baleia”, do Japão; e “Niamana, uma Menina Angolana”, de Angola. Estas histórias são trazidas e levadas por personagens em constante movimento, que perambulam pelo palco entrelaçando a narrativa com suas músicas, seus trajes, suas vivências e seus sonhos.

Sobre a Cia da Tribo

O grupo paulista Cia da Tribo, fundado pelos artistas Milene Perez e Wanderley Piras, iniciou seu trabalho de pesquisa em cultura popular em 1996. Sua linguagem cênica foi desenvolvida através do estudo de tradições populares, personalidades e corporeidades brasileiras. Histórias, músicas, danças e bonecos criados pelo povo em diversas regiões do país são investigados, apreendidos, recriados e trazidos à cena, construindo assim, uma teatralidade brasileira.

Ficha Técnica

Texto e Direção: Milene Perez e Wanderley Piras

Atuação: Ricardo Dutra, Milene Perez, Wanderley Piras

Caixas cenográficas e Bonecos (concepção e confecção): Sergio Serrano

Cenografia: Wanderley Piras

Consultoria sobre migração internacional e refúgio: Wendy Villalobos

Direção de Produção: Wendy Villalobos

Direção Musical e Trilha Original: Ricardo Dutra

Edição de Vídeo: Gabriel Bueno

Figurino: Milene Perez

Iluminação: Ricardo Silva

Máscaras: Thiago Paiva

Produção Audiovisual: Cigarra Filmes, Carina Barros, Julia Sprecher, Sábia da Flauta, Vicente Otávio e Vitor Campanario

Produção Executiva: Gabriel Bueno

Produção Geral: Cia da Tribo

SERVIÇO

Contos Peregrinos

Duração: 50 minutos

Classificação etária: Livre | Gratuito

Exibição pelo Facebook e/ou Youtube dos seguintes espaços:

Teatro Arthur Azevedo

Dias 13 e 14 de novembro | Sábado e domingo, 16h

https://www.youtube.com/TeatroArthurAzevedoSP

https://www.facebook.com/teatroarthurazevedosp

Teatro Paulo Eiró

Dias 20 e 21 de novembro | Sábado e domingo, 16h

https://www.youtube.com/channel/UCYGP2Pks9jXpEEOVWoIWgxg/featured

https://www.facebook.com/teatropauloeiro

Teatro Alfredo Mesquita

Dias 27 e 28 de novembro | Sábado e domingo, 16h

https://www.facebook.com/teatroalfredomesquita

https://www.youtube.com/TeatroAlfredoMesquita/

Casa de Cultura da Vila Guilherme

Dia 04 de dezembro | Sábado, 16h

https://www.facebook.com/CCCasarao

https://www.youtube.com/CasadeCulturaCasarao

Casa de Cultura Hip Hop Sul

Dia 05 de dezembro | Domingo, 16h

https://www.facebook.com/ccmhiphopsul

Teatro Cacilda Becker

Dias 11 e 12 de dezembro | Sábado e domingo, 16h

https://www.youtube.com/TeatroCacildaBecker

https://www.facebook.com/TeatroCacildaBeckerSP

Casa de Cultura de Itaquera – Raul Seixas

Dias 18 de dezembro | Sábado, 15h

https://www.facebook.com/CasaDeCulturaRaulSeixas

Casa de Cultura do Tremembé

Dia 19 de dezembro | Domingo, 15h

https://www.facebook.com/cctremembe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *